Maternidade

Estrias e gordurinhas: vida de mãe não é fácil!

Logo após a minha gravidez, tive vontade de postar a respeito do meu peso, e das mudanças das quais o meu corpo havia passado (leia-se estrias e gorduras localizadas)! Um motivo que me incentivou ainda mais foram os posts sobre mudança de vida que a Caró andou publicando no Futricô!
Por falta de tempo (cuidando da vida fora da internet), acabei deixando o post de castigo nos rascunhos, acumulando teias de aranha! Mas, por ironia do destino, recebi uma proposta de entrevista da Pró Corpo, e quando notei que tinha tudo a ver comigo, topei na mesma hora!
Para os que ficaram curiosos, a entrevista segue abaixo! Para os que ficaram mais curiosos ainda, leiam o post até o final ;)

O ditado de que ‘ser mãe é padecer no paraíso’ também tem seus motivos estéticos para se provar verdadeiro. Apesar da maravilha que é experimentar a maternidade, as mulheres precisam saber o que podem enfrentar, e como tratar algumas mudanças no corpo que vem junto com o título de mãe.
Angélica, blogueira de 27 anos, teve seu primeiro filho há um ano e quatro meses. Antes de engravidar, ela já procurava tratar com cremes as gordurinhas localizadas na região da barriga. Mesmo enquanto estava grávida, não descuidou da aparência: continuou abusando de cremes para evitar estrias e hidratar a pele.
Infelizmente, muitas vezes apenas cremes não são suficientes para conter a ruptura das fibras, que acontece quando a barriga cresce na gestação. As estrias são, na verdade, cicatrizes formadas pela ruptura das fibras elásticas que sustentam a camada intermediária da pele (feita de colágeno e elastina). Na gravidez, a pele, ainda que hidratada, vai esticar e as estrias acabam aparecendo.
Até o sexto mês, Angélica não notou nenhuma alteração na pele. “A partir do sétimo mês, as benditas estrias começaram a dar seu ar da graça. E o pior é que foram justamente as estrias avermelhadas! E, logo após o parto, o que sobrou foram as estrias (que ficaram claras), e as gordurinhas localizadas”, diz Angélica.
As estrias vermelhas estão em processo de infamação (são mais recentes). Com o tempo, as estrias ficam brancas. Estrias claras são mais difíceis de tratar. (E eu aqui, pensando que as avermelhadas é que eram mais difíceis…)
Além das estrias, a gravidez é uma das causas do surgimento da gordura localizada. Gordura localizada é como chamamos o acúmulo de células de gordura em uma região específica do corpo, que pode acontecer mesmo se a pessoa tem um peso dentro da faixa ideal. Após a gravidez, as mulheres sofrem oscilações hormonais que são as causas dessas gordurinhas indesejadas (que também podem aparecer por conta de hereditariedade ou alimentação inadequada). Aliás, as estrias são bem mais difíceis de serem eliminadas do que as gorduras localizadas!
A ‘fórmula’ para evitar o aparecimento da gordura localizada envolve a prática de exercícios físicos, uma alimentação cuidadosa, e muitas horas de vaidade e cuidado pessoal, coisas que uma mãe recente dificilmente tem tempo ou possibilidade de fazer. “Sedentária é meu nome do meio!”, diz Angélica. “Não que isso seja desculpa, mas minha vida de mãe anda ocupando a maior parte do meu tempo! E isso inclui malhar!” Uma boa mãe, infelizmente, acaba tendo menos tempo para si…
Angélica diz ter pavor de cirurgia plástica. Só de pensar em fazer lipo, ela já fica assustada. Felizmente, há alguns tratamentos que podem ajudar com as estrias e as gordurinhas, sem precisar de operações. Um procedimento cirúrgico ou um tratamento que exija repouso são coisas impensáveis a uma mãe, que tem que estar disponível para cuidar do filho. O ideal é um tratamento rápido, que não exija repouso. A carboxiterapia é excelente para esse tipo de caso.
Não são apenas mães e grávidas que reclamam de estria e gordura localizada. Essas duas vilãs estão no top da lista das maiores queixas femininas sobre o próprio corpo (empatando com a celulite). Por ser um tratamento que também combate a celulite juntamente, a carboxiterapia é indicada a todas as mulheres que quiserem tratar esses problemas.

Tratamentos para estrias e gordura localizada

A carboxiterapia é um tratamento indicado para estrias e gordura localizada, sendo eficaz também para o combate à flacidez e à celulite. Uma agulhinha minúscula, ligada a uma máquina, injeta gás carbônico no tecido subcutâneo da pele. O gás carbônico é pego pelas hemoglobinas do sangue, que soltam o oxigênio na pele, oxigenando a área. Isso promove a renovação das células da pele, e acaba com o vão entre as cicatrizes das estrias. Esse tratamento também é recomendado para gordura localizada, uma vez que promove a quebra do tecido adiposo, devolvendo pequenos blocos de gordura à corrente sanguínea, que poderão ser eliminados posteriormente.
A aplicação da carboxiterapia é indolor (só a espetadinha da agulha), e não fica nenhuma marca. Ou seja, você pode levantar, e voltar à sua rotina de mãe imediatamente. :o)

Duração do procedimento da carboxiterapia

O número de sessões varia conforme as expectativas do paciente, mas em média são necessárias 10 aplicações, que podem ser feitas até três vezes por semana.

Outros tratamentos para estrias e gordura localizada

Para eliminar as estrias e as gordurinhas localizadas que incomodam, também podem ser adotados os seguintes tratamento: Heccus e Manthus, Radiofreqüência e Luz pulsada!

E aí, o que acharam da matéria? Eu adorei saber mais a respeito desses dois problemas (estrias e gordurinhas localizadas) que vêem me deixando de cabeça quente! Até porque, nunca tive tempo para procurar entender a fundo! Mas, esse lance não acaba por aqui!
Além de terem sido super atenciosos comigo, a galera da Pró Corpo vai disponibilizar alguns mimos para os leitores do meu blog! E já adianto que são para todos os meus leitores, TODOS! Só que, como esse post ficou super gigante (pelo fato de eu querer que vocês soubessem de toda a matéria), irei contar sobre o outro lance só semana que vem! Será que vocês conseguem esperar? :o)

Paulistana do signo de libra (em 02/10), que é casada e mãe coruja, e que ♥ adora chocolate, nerdiar na internet, ouvir música e viajar! Clica aqui para saber mais!

7 comentários