Peppa Pig: amor receoso!…

Antes de qualquer coisa, quero adiantar que todo mundo aqui em casa é apaixonado pela Peppa (claro que a admiração maior fica por conta do Diguinho)! Só que, tem algumas atitudes dela que nos preocupam um pouco… Motivo que me fez refletir e compartilhar por aqui!

Eu duvido que exista, na face da terra, alguma criança que não conheça a Peppa Pig… Dentre crianças de 2 a 10 anos, é certeza de que ela é famosa!

Aliás, andei lendo em alguns veículos de comunicação que, a pedido dos filhos, mamães e papais andam caçando coisas da série infantil! Mobilização geral mesmo, e das grandes! A porquinha está tão em evidência que, os personagens da série já viraram até bonecos de pelúcia:
Foto: Alice Convite

Nem dos temas para festas de aniversário a família Pig escapa:
Foto: Partylicious

Também, não é para menos… Uma família de porquinhos simpáticos, com histórias parecidas com as nossas, e que conversam de uma maneira super cativante… Que criança resiste?! Nem eu, que sou mãe, resisto!
Gente, na Peppa tudo é muito fofo: a começar pelas ilustrações (não parece que foram feitas por crianças?! – adoro)! A casinha é o que eu mais acho divertido, pelo fato de ter sido ‘construída’ em cima de um morro gigante, de onde eles não caem de jeito nenhum – acho o máximo! Tem coisa mais inocente?! Sem dúvida de que foi super pensado para crianças! E as musiquinhas? Batidinhas divertidas, repetidas, e que não saem da cabeça :)

Aqui em casa, Peppa Pig é sinônimo de um filho entretido e quietinho, enquanto uma mãe lava, limpa, passa, cozinha… Isso até a página 2, que é quando a Peppa passa a se comportar de uma maneira sem graça, a ponto de influenciar (de maneira negativa) esse filho que se encontrava entretido e quietinho! Era aqui que eu queria chegar!

Não vejo necessidade de uma série tão fofa como Peppa Pig mostrar a protagonista (super admirada pelas crianças) fazendo o irmão mais novo chorar ou zombando dos pais… E, para dar um exemplo, fiz questão de selecionar o episódio ‘Casa na Árvore’ para que vocês se atentem, como eu, a um detalhe que me deixa muito incomodada!

Se a preguiça de dar play no vídeo não tomou conta, acredito que vocês tenham reparado que a Peppa debocha do próprio pai, quando a mamãe pede para entrar na casinha:

Mamãe: É a mamãe! Tem lugar para mais visitas?
Peppa: Hum… Tem que dizer as palavras secretas. Depois pode entrar na nossa casa!
Mamãe: Entendo! E quais são essas palavras?
Peppa: Tenho que sussurrar elas para você! As palavras secretas são: o barrigão do papai!
Mamãe: Entendo…
Papai: Acho essas palavras secretas bobas…
Peppa: A casinha tem lugar para o papai também!
Papai: Pode me dar outras palavras secretas, por favor?!
Mamãe / Peppa / George: Não!
Papai: Ah, está bem! O barrigão do papai!
Todos: Kkk…

Qual o intuito de fazer com que a Peppa pratique bullying (não sei se vou parecer radical, mas…) com o próprio pai, zombando do ‘barrigão’ dele? Fazer com que as crianças façam o mesmo em suas casas? Só pode ser! Pelo menos é o que a atitude dela me faz pensar!!!
Por aqui, o Diguinho não debocha nem dos meus e nem dos defeitos físicos do pai dele… Por enquanto porque, a Peppa já conseguiu fazer com que ele chame tanto o pai quanto as outras pessoas de bobos! E olha que ele faz questão de soltar a frase todinha, minha gente: “Papai bobinho!”
Pode parecer coisa de criança ingênua, que não sabe o que fala… Mas, gente, esse lance de ‘as crianças não entendem’ já virou lenda! Hoje em dia, elas já nascem sabendo mexer em tablets!

Acho totalmente desnecessário uma série infantil (que recebbeu o prêmio BAFTA em 2005 e 2012, como melhor animação para crianças em idade pré-escolar – entre outras premiações) ‘incentivar’ atitudes como essas… Tudo bem que, os demais personagens desempenham um papel importante, que é o de educar e dizer o que é certo a se fazer… Mas, mesmo assim, o lado negativo sempre prevalece!

Mesmo tendo a certeza de que irei receber críticas pelas minhas opiniões (digo isso porque sei que todo mundo adora a Peppa), não pude deixar de compartilhá-las aqui! Aliás, este post saiu especialmente com o apoio do papai daqui de casa – Rodrigo (o principal alvo dos deboches da Peppa, aprendidos pelo Diguinho) =/

Observação: a palavra ‘remédio’ está sem acento porque a fonte que baixei não possue nenhum acento ;)

Será que, o melhor remédio é a extinção de Peppa Pig aqui em casa? Claro que, o nosso dever é repreender… Mas, e quando nem isso adianta? :(
Alguém por aí anda pensando igual?
#dilemademae

Angélica Viegas

Libriana do dia 02/10. Paulistana, casada, católica, mãe coruja, adora música, internet, viagens e Nutella! ♥ Clica aqui e saiba mais!

Posts que podem lhe interessar

30 comentários em “Peppa Pig: amor receoso!…

  1. Minha filha tem 2 anos e fala muito bem, e começou a repetir as falas da Peppa, certa vez estava na fila do mercado e ela me chamou de mamãe bobinha, ela só tem 2 anos e ainda não entende que é feio falar assim ! na hora já disse a ela que não se deve dizer isso !
    Não coloco mais a Peppa pra ela assistir, inclusive substitui a Peppa por outros desenhos mais inocentes como UMIZUMI que passa na NICK JR .
    Não me arrependo de ter suspendido a Peppe ela não sente falta !

  2. Minha filha tem 2 anos e fala muito bem, e começou a repetir as falas da Peppa, certa vez estava na fila do mercado e ela me chamou de mamãe bobinha, ela só tem 2 anos e ainda não entende que é feio falar assim ! na hora já disse a ela que não se deve dizer isso !
    Não coloco mais a Peppa pra ela assistir, inclusive substitui a Peppa por outros desenhos mais inocentes como UMIZUMI que passa na NICK JR .

  3. Gente,
    não é questão de superproteção ou trancar ninguém em jaulas não! Vocês falam sobre assistir pica pau e trapalhões e estarem sem nenhum dano. Mas eu acho que SINCERAMENTE, nossa geração é MUITO mal educada sim! Afinal, olha o mundo que vivemos? E o que fazemos para muda-lo? Só reclamamos e nada fazemos! E sinceramente não quero essa educação para minha filha. Peppa é mal educada sim e até a minha filha ter idade para discernir o certo do errado EU COMO MAE tenho a OBRIGAÇAO de só passar o que eu julgo certo para que ela amanhã não tenha seus valores invertidos pois isso é o que mais tem por ai. ;)

  4. A Peppa é apenas um produto cultural que reflete os valores que vigoram na sociedade. Se Papai Pig é maltratado impunemente isso apenas retrata o declínio do patriarcado… se as crianças reinam, a inspiração está na “pedocracia” que vivemos…
    O resto é confete.
    PS.: E da sua cara de genitália ninguém vai falar nada?
    ora, valha-me! rs

  5. Fiquei surpresa ao encontrar tanta “polêmica” em torno da Peppa, rs. Ainda mais à respeito de bulliyng. Quem nunca fez uma brincadeira com os cabelos bagunçados do filho, pai ou mãe pela manhã por exemplo? A maldade está na mente dos adultos, temos que moldar nossos filhos para o bem. Simples? Não. Cada um sabe como foi criado eo que julga que funcionou ou não. Bulliyng existe, porém hoje, é moda. Relaxa. E outra, quem é a baixinha, gorduxa e dentuça mais amada do mundo? Cresci lendo gibis e a Monica descia a coelhada kkkkk. Peppa é fichinha perto do Pica-Pau! ;)

  6. Notei que meu filho de 2 anos tem estado muito irritado.Coincidiu com ele passar mais tempo assistindo a Peppa(porque o pai dele baixou um monte de episódios).
    Não sei se tem algo a ver…
    Fato é que a Peppa é irritante porque acha que é o centro do universo.Já repararam que em tudo ela tem que ser primeira,ou rainha ou falar antes.Tudo ela.
    Isso transmite malcriação,no mínimo,porque até os próprios pais se curvam a ela.
    Não vou proibir por enquanto.Nos divertimos muito com o episódio dos 2 anos de George,que passou um dia depois do aniversário de 2 anos do meu pequeno.Mas a proibição total vai acontecer aos poucos….

  7. Olha, nunca vi gente tão neurótica assim, a minha filha assiste a Peppa quase todos os dias, ela tem dois anos agora e nunca nos desrespeitou por causa disso, pelo contrário acho saudável mostrar esse tipo de coisa pois nenhuma família é de margarina, assim como a gente também não é! Colocar os filhos numa redoma de vidro apenas reforça a fragilidade das crianças e não é isso que queremos certo? É muito fácil querer ensinar a Bíblia pras crianças e muitas vezes acaba ensinando do jeito errado o qual somado a uma certa omissão dos pais por acharem que tá fazendo o certo, as crianças se tornam maçantes e intrometidas achando que todos são os errados e elas as certinhas, por favor gente, realismo né?

  8. Minha pequena Valentina de 2 anos adora a Peppa. Mas ha alguns dias eu tambem percebi algumas más influências, como por exemplo o episódio em que ela estraga o computador da mamãe enquanto ela estava trabalhando.
    O seu post foi muito bom, para nos fazer refletir até onde podemos deixar as crianças sozinhas assistindo desenhos.

  9. Acho que é super válido estarmos preocupados com a questão acima, só acho que proibir está longe de ser a solução, vivemos em um mundo onde existem bem mais maldade que a filha chamar o papai de barrigudo. E essa realidade precisa ser colocada para criança de alguma forma, se não quando ela tiver contato com o mundo ali fora ela vai se sentir perdida e deslocada. Acho que precisa ser explicado que existe o certo e o errado, mas precisamos deixar nosso filhos com contato com essa realidade. Pois o dia que ele se confrontar com isso e não tiver você ao lado dele? Como ele vai ficar? O que você acha mais prejudicial para a educação dele? Estamos aqui para orientar , claro que não vou deixar meu filho de 2 anos assistir coisas inadequadas a idade dela para mostrar a realidade, mas acho que precisamos dar a liberdade desse confronto de realidade x idade com coerência. Temos que cuidar para não superproteger nossos filhos, cria-los em uma redoma e eles não saberem lidar com os contratempos que o dia a dia traz.

    E essa é minha opinião, sei que como você todos aqui querem o melhor para os pequenos, mas para isso ainda não tem receita e vamos tentando acertar e para isso vamos trocando ideias e discutindo opinião.

    Beijos adorei o blog

  10. Olá amigas,

    Sou uma mãe evangélica e super preocupada com tudo que as crianças assistem. Aqui em casa ninguém vê novela, nem os programas “globais”… No entanto ainda acho o desenho em questão mais fácil de corrigir tais coisas… Tudo hoje que é para crianças tem uma ponta de maldade. Os desenhos para garotos nem precisa comentar… Para as meninas Princesinha Sofia, tão lindo! Tem um feiticeiro mentiroso, invejoso… Barbie é a garota perfeita que nossas meninas na maioria das vezes não são. Toda princesa carrega uma maldição. Uma vive com uma fera, Ariel não obedece o pai, em Branca de Neve tem uma assassina que é a madrasta… HORRIVEL mesmo? Padrinhos Mágicos e Phineas e Ferb!!! O Pica Pau é perigoso e ganha tudo com golpes e maldades, Em Chaves tem uma bruxa com um animal chamado Satanás, No Sitio então? Tem boneca mais atrevida, ousada, resmungona, e mentirosa e cínica como Emília? Ah gente, está mesmo difícil… =[ Passaria horas aqui comentando todo este lixo que entra em nossas casas… Nunca permite minha filha de 5 anos em carnaval e após algum tempo em casa de uma amiga e vizinha, ela chegou cantando e dançando o tal lepo lepo… Fiquei IRADA! Por isso ainda acho Pepa a menos piorzinha…
    Um grande beijo a todas as mamães. Peçam sabedoria a Deus. Educar em um mundo sujo é muito complicado, só Deus mesmo para nos direcionar.

  11. Olá! Adorei o seu post, sério mesmo. Sempre tive crianças na família e conheço muitas mães. No meu facebook, o que essas mães mais procuravam era essa tal de Peppa Pig. Eram coisas das mais variadas: coisas para fazer festa (o que descobri ser tão difícil de achar que algumas mães fabricaram a própria decoração da festa), bichinhos de pelúcia, brinquedos etc.

    Enfim, estou esperando meu primeiro filho e resolve me antenar para saber como andam essas modas de hoje em dia (não dá para viver eternamente de “Os Anjinhos”, “Cavalo de Fogo”, “Ursinhos Carionhosos” (esse ultimo eu descobri que foi redublado, logo meu baby poderá assistir sem ser jurássico). E aí, o que eu descubro? Essa Peppa Pig é uma criança (ou seria porquinha) muito mal educada e mimadinha. Chatinha mesmo, sabe?

    Assisti a vários capítulos e ela adora debochar dos amiguinhos (veja o capítulo da festa a fantasia), é egoísta com o irmãozinho (em vários capítulos, mas os que mais em chamaram atenção foram os capítulos que o George aprende a jogar bobinho e o capítulo que ele está com sono mas ela nao deixa ele dormer pq ELA quer ouvir uma histórinha. Chega ao cúmulo de ela acordar o irmão).

    Acho que educação é uma coisa muito dellicada para eu dizer: PROIBA JÀ!, mas uma coisa é certa: em casa meu filho não assiste Peppa Pig. Acho que eles não educam, não ensinam, não estimulam o intelecto da criança. Por que, então, assistir a such a thing?

    Respondo: pelo fato de ser fofo. Como você mesma disse, é um desenho SUPER fofo.Mas cá entre nós, tem coisas tão fofas quanto e que ensinam as crianças a pensar, a serem educadas, a respeitarem os pais.

    Por fim digo: cada pai e mãe faz o que achar melhor, apenas expus a forma como eu vou lidar com o assunto.

    Abraços e parabéns pelo blog.

  12. é… eu ainda não conheço a peppa hehehehehehe
    mas eu realmente fico bem preocupada com os desenhos que meu filho vai assistir, exatamente por causa disso…
    meu sobrinho ficou vidrado em chaves e dava uns foras que nem o que eles fazem no programa… a criança fica mt influenciada pelas coisas que vê na TV…
    mas sinceramente… nenhum programa vai ser perfeito, infelizmente :( eu acho que vou tentar selecionar os menos piores…

    bjos

  13. meu filho nao dorme direito nao quer tomar banho acorda 2 da manha querendo assistir peppa e vai ate 6 ou 7 da manha reparamos q o emocional dele esta comprometido por peppa ja tem semanas q ele nao deixa agente assistir tv tudo dele e peppa sou cristao nao tenho nada conta desenhos infatis mas reparamos q quando esse desenho entrou aqui em casa tirou a nossa paz entao entrei no googlo e percebemos q jesus me encomodava pra procurar saber significados d nomes mas agora sei q peppa nao e o desenho q meu filho tem q assistir agradeco a deus por min encomodar e por vcs jente c prestarmos atencao e fato isso nao e normalpec nao agradamos ele chora cem parar vcs nao tem nossao q o senhor possa abrir nossas visoes cada dia e ensinarmos o caminho do senhor para q mais tarde ele nao desviara dele

  14. Já falamos sobre isso aqui em casa. Peppa é arrogante, prepotente. Sempre quando ela faz algo feio, se achando melhor que os outros, humilhando, ou xingando alguém, falamos para nosso filho (q AMA a Peppa, olha que feio o q ela disse, não pode ser assim neh ?) Daí, sempre mostramos que o George é muito mais educadinho, carinhoso e que gostamos muito mais dele.

  15. Hoje eu vi esse post e pensei, poxa, o mal não está em falar que o papai é barrigudo, pois é, o ruim é desmerece-lo por isso, a mesma coisa quando se referimos a uma pessoa gorda, por exemplo, ahhh ela é gorda!!! Com desdem, mas no episódio da Peppa eu não vi isso, aqui em casa mesmo somos meio fofinhos e chamamos de pançudinho e essas coisas, se minha filha não aprender a ouvir com naturalidade essas coisas isso pode magoá-la, por exemplo, um dia ela chegou em casa reclamando que caiu de uma cadeira na escola e todos riram, e ela ficou muito irritada e não gostou, aí eu disse que quando isso acontecesse era para ela rir junto, pois isso é normal, um dia o primo dela caiu e ela riu dele, logo depois desse episódio, então eu disse, Acho que o desenho das princesas do mar ( acho que nem passa mais no DK) me incomodava muito mais, pois eles chamam uns aos outros de idiota, acho muito mais agressivo, mas Peppa é fofo! hehe

  16. Eu acho que tem algumas formas de tratamento da Peppa que são próprias de uma educação estrangeira como a inglesa , mais pautada no diálogo e na livre expressão infantil. A minha bb tem quase dois anos e ama a Peppa, como a Galinha pintadinha, os Backyardigans, etc. Tem de fato alguns desenhos do DK que não deixo ela assistir como a Lalaloopsy que desde que anunciaram não gostei das personagens, Prôpus-me então, a assistir um episódio, e definitivamente, não permito que a minha pequena assista. Incentivos a hipnose e mentira são apenas dois exemplos básicos. Quanto ao “barrigão do papai” não acho algo tão grave. Ela diz que ele é muito velho no desenho do aniversário dele e fala da “pança” em outros momentos. Mas, ela tem um relacionamento muito saudável e obedece ao pai em todas as suas ordens. Qual a família não brinca entre si mesmo dentro de casa? Acho a Peppa bem educativo. Ajustes sempre vão existir. Mas, não proibiria. Acho que o segredo é não deixar a criança assistir em excesso. Mostrar outros desenhos e brincadeiras também educativos. bjos.

  17. Não tem mais nada o que fazer não? Buscando querer encontrar defeitos em um simples desenho infantil. Se fosse por isso, todos os desenhos infantis deveriam ser proíbidos, pois por mais que tentem ser educativos, sempre existirá algum defeito como desse tipo. Agora, se não quiser que seu filho fique com atitudes erradas, trate de cuidar melhor dele no lugar de deixá-lo ver desenho o dia inteiro.

  18. Oi Angélica,

    Confesso que fiquei preocupada com a forma de agir da personagem Peppa. Tenho um filho de 3 anos e decidi pesquisar algo do tipo pois achei que a maneira dela agir influencia sim os nossos filhos. Sei que no desenho eles ensinam como deve ser o comportamento dela, mas acho que pra cabecinha dos nossos filhos o que eles absorvem são as partes ruins. Acho a Peppa fofa, mas ao mesmo tempo ela é birrenta, egoísta e como você mesma disse adora fazer deboche. Não proibi meu filho de ver, mas dei outras opções de desenhos que ele gostou e por conta própria não pede mais a Peppa. E isso foi um alívio para a Mamãe bobinha, Papai bobinho e outras coisas mais!

  19. Minha filha de 2 anos curte demais a Peppa (e nós pais também,rsrs),mas tbm me questionei com os pontos apresentados por vc, principalmente quando uma vez no banho, eu deixei cair a toalha e minha filha falou “kkkk eita mamãe boba!” Eu fiquei chocada e falei imediatamente: -Filha só a Peppa é quem fala assim, vc não,tá?! Mas como eu sei que uma criança de 2 anos até entende mas não atende, fiquei preocupada e tbm pensei em proibir…mas isso tudo foi muito recente e ela ñ repetiu a tal fala… não proibi ,mas tbm ñ faço questão q ela assista sempre…e sempre q vejo uma atitude errada dela sempre comento -q coisa feia Peppa! Agora, se eu ver q seu comportamento está sendo seriamente influenciado,não vejo problema em proibir já q no meu caso, eu já faço análise e seleciono os desenhos que minha filha pode assistir.Achei legal vc questionar isso de forma ñ alienada como muitos q vejo pela net, pois achava q era a única q via esses detalhes da tão querida Peppa!

    1. Exatamente. Quando a minha mais velha, hj com 12 anos, tinha uns 5, fomos com uma coleguinha do colégio e a mãe da coleguinha, ao shopping ver um filme. Ao chegarmos já não havia mais entradas e fomos a uma livraria com as pequenas. Chegando lá a outra menina foi correndo pra uma bancada cheia de álbuns da novela Rebelde:”olha, mãe!O álbum da Rebelde!”. Aquilo obviamente não era adequado pra idade dela. Mas ela sentou junto da mãe que passou a folhear o álbuns e a ler para ela:”olha filha, a fulaninha er apaixonada pelo cicraninho, que não gostava dela, então ela ficou com o beltraninho e daí ficou grávida e…”, sem falar nas fotos das garotas praticamente penduradas nos garotos, todos fazendo caras e bocas. Minha filha nunca havia assistido isso em casa, mas como viu a coleguinha curtindo horrores, perguntou: “mãe, posso ver também o álbum da Rebelde?” Eu disse então, com muita tranquilidade:”Filha, você sabe o quer dizer a palavra ‘rebelde’?, ao que a bichinha disse que não, claro, ela tinha 5 pra 6 aninhos! Então eu expliquei:”‘Rebelde’ quer dizer ‘desobediente’. Você acha que desobediente é uma coisa boa?” Ela olhou pra mim surpresa e disse:”Não! Ah, mãe, eu vou ver outra coisa!”. Se a gente explicar de uma maneira que faça pleno sentido e eles, que de burrinhos não têm nada, concluírem por si mesmos que o certo é certo e o errado é errado e pronto, eles vão escolher o certo. Aqui em casa a gente vê Peppa sim, mas a gente nã vê Rebelde. Não crio meus filhos pra serem maria-vai-com-as-outras e fazer o que todo mundo faz! A outra mãe, nem preciso dizer, ficou me olhando com cara de chuvisco na televisão, rs!

    2. Oi, Dayse!
      Adorei seu comentário e agradeço pelo elogio ao meu post! Eu quis mostrar apenas a minha preocupação com alguns dos termos que a Peppa usa… E não criar caso, como muitos pensam por aí!
      Beijos, flor :-*

  20. Meus tios estão começando a enfrentar esse mesmo “problema” com meu priminho… Porque por mais que a gente ensine e mostre o que é errado a criança é sim influenciada por tudo que está ao redor dela: os programas de tv, os coleguinhas de sala, as pessoas da família, os vizinhos do prédio… Então quando a gente fala qualquer coisa perto dele o menino sai repetindo, e aí você já viu.
    Eu lembro quando minha irmã era pequena e ela aprendeu a dizer “muito prazer” pra qualquer um que conhecia assistindo A Branca de Neve, então se o personagem do programa de tv chama o irmãozinho de “bobo” ou algo assim é natural que os pequenos vão repetir!
    Acho proibir o programa meio radical, mas você tá certa em ir repreendendo o Diguinho quando ele “apronta” uma dessa. Minha mãe conta que sempre que eu xingava alguém, mesmo esses xingamenttinhos de criança, ela falava que eu ia ficar que nem o Pinóquio! hahahaha

    1. Acho que eles só estão retratando como muitas crianças nessa faixa etária são… de repente batem na gente, ou falam algo bobo. Não acho que a Peppa esteja ‘mangando’ do pai dela com maldade. Vou dar um exemplo: eu perdi um dente canino porque o permanente ficou anquilosado, ou seja, foi absorvido pelo osso da face e não nasceu e quando eu era pequena esse foi meu único de leite que cariou e a odontopediatra na época arrancou ele, daí o outro não nasceu e fiquei com a falhinha. Uso uma pequena prótese no lugar. Um dia, querendo impressionar meu filho de 6 anos a escovar os dentes com diligência depois do almoço, tirei a prótese e mostrei a ele dizendo que ‘isso é o que acontece com quem não escova os dentes’! Daí quando chegamos na porta da sala dele no colégio a professora nos cumprimentou e disse a ele para dar um beijo de tchau na mamãe. Ganhei meu beijo e, de repente, no meio de outros pais e mães que também deixavam seus filhos aos cuidados da professora, ele falou bem alto:”Mãe, mostra de novo seu dente de mentira!’ Eu só faltei morrer ali mesmo e dei um empurrão no bestinha:’entra logo, muleke!’… as crianças não têm noção, não sabem que com defeitos ou ‘feiúras’ físicas dos outros não se brinca, não se comenta, não se expõe… eles não sabem, e a Peppa não sabe também!

      1. Oi, flor!
        Achei engraçado o jeitinho do seu filho falar! Coisa de criança, mesmo!
        A gente entende, do mesmo jeito que também se preocupa quando vê algo de estranho… Pelo menos no desenho, os pais da Peppa a corrigem quando ela faz algo de errado ;)
        Beijo!

    2. Oie, Lulyyy!
      O melhor remédio mesmo é repreendê-los, sem dúvida! E, proibir, já não está mais nos meus planos! Inclusive porque, agora, ele mesmo repreende a Peppa quando ela faz algo de errado x)
      Beijos, flor!

  21. Oi Angélica, tudo bom?

    Aqui em casa todos são apaixonados pela Peppa Pig! Mas eu já estava nesse questionamento pessoal já algum tempo. ” Papai bobinho” e mais essa do barrigão me incomodou. E quando as partes que a Peppa zomba do irmãozinho, reparei que ela sempre é corrigida ou/ e ela ganha uma lição a isso, então não me importei. Proibir, acho que não. Confesso que pensei, mas achei exagero da minha parte. Então algum papel e postura teria que assumi quanto a isso. Então assumi dá correção. Dizer que é feio chamar o papai de bobo, que não pode. Dizer quando a Peppa fala algo errado ou uma atitude que não é legal. E por aí vai.. :)

    Mas adorei o post, e isso vai questionar as vezes, quem nem percebeu.

    1. Oi, Aninha!
      Comigo está tudo ótimo! E com você?
      Antes de qualquer coisa, gostaria de dizer que adorei seu comentário, super simpático x)
      Tenho de concordar com você que, quando a Peppa apronta alguma, ela sempre é repreendida! Ando fazendo o mesmo por aqui, também! Rs…
      E proibir, eu não vou porque o Diguinho gosta bastante!
      Obrigada pelos elogios, Aninha! E, volte sempre <3
      Beijos!!!

  22. Eu acho que acima de tudo vem a educação que você dá para seu filho. Tenho uma filha de quatro anos ela assiste e nunca precisamos repreender ela, ensinamos desde cedo que tudo que passa na TV é ficção ou como chamamos “faz de conta” que ela não pode repetir o que vê.

    Proibir? Acho muito forçado de sua parte questionar isso, se o fizer vai ter que proibir ele de assistir TV pra sempre.

    Acima de tudo eduque seu filho para que ele te respeite e não terás que se preocupar com programas inocentes como a Peppa.

    E para finalizar, o mundo está como está por causa dessa mania de dizer que tudo é bullying, no meu tempo isso não existia e por mais chacota que vc levasse, isso não te afetava, a psicologia de hoje está estragando a criançada.

    Fui radical? Não acho.

    Tenho que ser sincera, aceito sua opinião, cada um tem a sua. Mas é muito furdunço pra pouco coisa.

    Seja feliz e pare de se preocupar!

Comentários fechados!