Alimentos,  Maternidade

Dunitê: dicas para lancheira, por Samantha Macedo

Se lembram que participamos do lançamento da nova linha de brioches Dunitê, da Pullman?! Pois então: no post que fiz, contando sobre o evento, comentei que a nutricionista Samantha Macedo deu dicas de como montar uma lancheira saudável para as crianças! E eis que agora irei compartilhá-las com vocês :)

Acima, a nutricionista Samantha Macedo durante sua palestra

Para preparar uma lancheira equilibrada, não pode faltar no lanche da escola…

1 – um 💧 LÍQUIDO, podendo ser suco natural ou industrializado sem adição de açúcar;
2 – uma 🍉 FRUTA, dando preferência para as da época, pois o preço sairá mais em conta. Procure também optar pelas frutas cuja casca possa ser retirada com facilidade (essa dica foi muito bem pensada porque, oferecer às crianças frutas de difícil manuseio, como por exemplo, uma 🍊 laranja, irá dificultar bastante na hora do consumo – pensem nos coitadinhos tendo de ‘descascar’ a bendita da laranja);
3 – um tipo de 🍞 CARBOIDRATO como pães, biscoitos;
4 – um tipo de 🍧 PROTEÍNA como iogurtes, queijos e patês.
Recomendação Sociedade Brasileira de Pediatria


Exemplo de lanches – Idade escolar*


*7 a 10 anos: 200 a 300 Kcal/lanche; 45-65% de carboidrato; 10-30% de proteína; 25-35% de gorduras totais.


Agora, #FicaDica!

Não caia na monotonia, e invista na diversidade

⚠️ Assim como nós, as crianças também acabam se enjoando de alimentos repetidos. Por isso, devemos diversificar na hora de montar a lancheira!

Varie as frutas, incluindo as da época

⚠️ Voltando ao mesmo ponto: frutas da época ajudam na hora de fazer economia! Além de fazer com que os pequenos se familiarizem com a diversidade!

Planeje as compras, e faça um cardápio prévio

⚠️ Até para que os pequenos possam escolher o que querem levar para consumir na escola!

Invista em utensílios adequados, como lancheiras térmicas, para melhor conservação

⚠️ Alimentos frescos, como as próprias frutas, podem perder sua essência quando transportadas de maneira inadequada. Ou então, alimentos que necessitem de certas temperaturas, podem não se adequar a qualquer tipo de transporte. Por isso, devemos investir em utensílios que facilitem certas situações, e as lancheiras térmicas são, realmente, as melhores pedidas!

Utilize alimentos em embalagens individuais

⚠️ Esse pequeno detalhe vai ajudar, e muito, na hora em que os pequenos se alimentam porque, evita o desperdício!

Não tenha receio de inserir alimentos diferentes como tomate cereja e ovo de codorna

⚠️ As crianças precisam, desde pequenas, estar familiarizadas com diversos tipos de alimentos. Por isso, a praticidade de alimentos de fácil transporte e manuseio ajudam muito!

Seja criativo na forma de apresentação

⚠️ Além de se alimentar bem, as crianças precisam também curtir a hora de comer! E, para ajudar nesse aspecto, invista em comidas criativas, frutas picadas, formatos diferentes de sanduíches, 🍢 espetinhos de vegetais, queijos… Momentos divertidos não só podem como devem fazer parte da rotina delas!

Cuidado com os excessos de doces e bebidas açucaradas

⚠️ Tudo o que é demais enjoa, e faz mal. Por isso, tudo o que conter muito açúcar deve ser dosado. Doces e bebidas açucaradas podem sim ser opções para o lanche da escola, mas com moderação!


Agora não tem desculpa, além de ter ficado fácil montar uma lancheira bacana e saudável para os nossos baixinhos, não é?! Caso vocês tenham sentido falta de algum detalhe, ou tenham mais dicas, não deixem de compartilhar aqui! 😉