Beleza

Quem diria que… Coloquei silicone nos seios!

Minha nossa senhora do post atrasado!

Este post já era para ter sido publicado em AGOSTO, mês em que minha cirurgia plástica completou 1 ano! 😟 Mesmo assim, nunca é tarde para compartilhar novidades, e até que valeu a demora porque pude deixar a publicação mais do que completa!

Aproveitando que dia 10 é o dia em que comemoro o mesversário da cirurgia, escolhi o dia de hoje, último dia 10 de 2019, para fazer essa publicação atrasada! 😅

Comecemos do início?! Sempre tive seios pequenos, que triplicaram de tamanho quando engravidei do meu Diguinho, e permaneceram grandes até o final da amamentação dele (que durou nada menos que 3 anos e meio). Sim, ele era um bezerro de verdade! Claro que, depois disso, a lei da gravidade de nada me ajudou, 🙄 muito pelo contrário…

Apesar de ter os seios pequenos, nunca cogitei colocar silicone porque sempre fui do time das medrosas… Mas, depois da gestação e amamentação esse medo todo meio que evaporou, já que minha autoestima havia ficado no chão, literalmente!…

Depois de muitas insinuações com o marido (que sempre me encorajou) criei coragem e passei a amadurecer a ideia, até o dia em que decidi marcar mesmo uma consulta com um cirurgião. O primeiro que encontrei demonstrou, logo de cara, apenas o interesse de me tirar dinheiro com procedimentos desnecessários. Foi depois de me decepcionar com ele que encontrei a Dra. Maria Paula Tanaka (que, na verdade, foi indicação de uma amiga do marido). E já adianto: foi a melhor indicação que eu poderia ter porque, a Dra. Maria Paula tem anos de estrada e de experiência! Inclusive foi ela quem cuidou da rinoplastia de Rodrigo Sant’Anna!

Voltando as minhas próteses… 😆 Minha primeira consulta com a Dra. Maria Paula aconteceu em Julho/2018, e ela foi super clara com relação a cada detalhe do meu caso. No mesmo dia, conversei com o marido em casa (já que passei pela consulta sozinha) e decidimos fechar tudo: marcamos a cirurgia para um mês depois, sem contar que realizei diversos exames pré-operatórios. Depois de um mês de espera, chegou o dia 10 de Agosto, dia em que madruguei na clínica onde ela atende, lá no bairro do Paraíso, para a realização do procedimento! 😷

Antes de qualquer coisa, vale ressaltar que… O procedimento é indicado para pacientes com mamas pequenas ou que após amamentação (meu caso) tiveram grande redução do volume mamário, sem que houvesse ptose da mama (queda da mama) e também para reconstruções de mama em casos de câncer, queimadura, malformações e outras.

Agora, responderei algumas perguntas referentes ao meu caso:

Qual a marca das minhas próteses? Esse assunto deu pano para manga este ano graças a uma marca que apresentou problemas em várias pacientes. A marca das minhas próteses é SCI•esthe. Inclusive, cada prótese (direita e esquerda) tem a sua documentação específica (cartão de registro da ANVISA com todos os dados do implante)!

Qual o tamanho das minhas próteses? 450ml

Onde se localizam minhas cicatrizes? No Sulco Inframamário, ou seja, na base do seio (na parte debaixo).

Qual tipo de anestesia foi utilizada em mim? Anestesia local com sedação.

Quanto tempo durou minha cirurgia? Pouco menos de 1 hora.

Qual foi o período da minha internação? 12 horas (internei pela manhã e tive alta a noite).

Quando meus pontos foram retirados? 10 dias após a cirurgia.

Quais foram as recomendações pré-operatórias? As básicas foram: Jejum de 8 horas, inclusive líquidos;
Não tomar Ácido Acetil Salicílico, remédios para emagrecer e anti-inflamatórios não hormonais, outras drogas e demais medicamentos consultar a equipe;
Não beber nas 48 horas que antecedem a cirurgia;
Levar sutiã adequado (levei o que comprei diretamente no consultório, e que usei por pouco mais de um ano) para o pós-operatório;
Levar os exames e as receitas para o hospital;
Não esquecer de levar documento com foto para a internação… Além de várias outras observações.

Quais foram as recomendações pós-operatórias? As básicas foram: Dormir de barriga para cima, e evitar dormir de lado (principalmente de bruço) no 1º mês de pós-operatório;
Fazer retornos em períodos variáveis para limpeza das áreas de sutura e troca da microporagem objetivando o bom resultado estético das cicatrizes;
Evitar traumas diretos sobre a mama (nas quatro primeiras semanas) e movimentos de elevação com os braços. Usar roupas que vistam facilmente, de preferência abotoadas na frente.

Foram utilizados drenos? No meu caso não.

Foram utilizados curativos? Sim, foi utilizado curativo, que eu mesma trocava diariamente, e sem qualquer dificuldade a partir do 3º dia pós-operatório.

Quando pude tomar banho por completo? Nos dois primeiros dias após a cirurgia o banho deve ser da cintura para baixo. A partir do 3º dia pós-operatório o banho pode ser por completo, podendo retirar os curativos e passar pomada indicada.

Como ficaram minhas cicatrizes? Não tive cicatrização hipertrófica nem queloide.

Como foram minhas evoluções? PERÍODO IMEDIATO: Até o 30º dia minha cicatriz não apresentou reação aos pontos ou ao curativo.
PERÍODO MEDIATO: Do 30º dia até o 12º mês minha cicatriz apresentou pequena mudança de cor (do vermelho para o marrom) e foi, aos poucos, clareando.
PERÍODO TARDIO: Do 12º ao 18º mês minha cicatriz clareou mais e ficou menos consistente, atingindo seu aspecto definitivo.

Como ficaram meus seios em relação ao tamanho e consistência? Até o 30° dia eles apresentaram inchaço normal pós cirurgia. Do 30° dia ao 3º mês eles começaram a definir seu aspecto definitivo. Do 3º ao 18º mês foi o período onde eles atingiram seu aspecto definitivo (cicatriz, forma, consistência, volume, sensibilidade). Foi um período de grande importância no resultado final, devido ao grau de elasticidade da pele das mamas, bem como o volume da prótese introduzida, que o equilíbrio entre ambos varia de caso para caso. Como tenho tendência a flacidez, fui orientada a utilizar o sutiã sempre!

Qual roupa de banho pude usar após a cirurgia? Pude usar qualquer tipo de peça após o primeiro mês de cirurgia.

Houve perigo em minha cirurgia? Houve sim, como todo procedimento cirúrgico, porém a cirurgia plástica mamária raramente sofre complicações sérias. Claro que isto se deve ao fato de se preparar devidamente cada paciente.

Quando pude voltar a fazer exercícios? Depende do tipo de exercícios. Aqueles relativos aos membros inferiores, pude reiniciar depois de 30 dias, evitando-se o alto impacto. Os exercícios que envolviam o tórax, tive de aguardar de 60 a 90 dias.

Se faz necessária a troca das próteses? É recomendável a troca das prótese de mama a cada 10 anos, para se evitar o desgaste das mesmas.

Respondi tudo acima referente ao meu caso, mas no site da Dra. Maria Paula ela esclarece no geral! 😉

Como diz o ditado “Cada caso é um caso”, ou seja, não significa que porque no meu caso o procedimento ocorreu da maneira como eu expliquei que vá acontecer da mesma forma com as outras pessoas. Inclusive porque aconteceu um caso na minha família em que o procedimento foi absolutamente diferente do meu. Aliás, além de o procedimento ter sido diferente, o pós-operatório da pessoa foi super conturbado, havendo até a necessidade de tratamento estético específico.

Mesmo sendo clichê de se dizer, cada pessoa deve procurar um médico de confiança e seja capaz de sanar toda e qualquer dúvida do paciente.

Graças a Deus tudo correu bem comigo! ❤️ Inclusive o pós-operatório, que não me deu muito trabalho: apenas dificuldade para dormir (já que tive de dormir de barriga para cima) e também para lavar/secar os cabelos (já que não se pode levantar os braços)… Aliás, quem me ajudou nessa parte foi minha irmã, que lavava e secava meus cabelos para mim! 😅 Além de passar as minhas roupas e estendê-las no varal (já que eu não podia levantar os braços). Não posso deixar de comentar que, a hora de tirar o sutiã pela primeira vez (no primeiro banho) foi a mais estranha, cuja sensação era de que meus seios iam desabar do corpo! 😆 Acredito que tenha sido pelo peso das próteses…

Imagino que queiram ver fotos do resultado, acertei? Fotos do depois eu até tenho (e muitas, inclusive), mas do antes vou ficar devendo porque realmente não tenho nenhuma, muito menos me lembrei de fotografar antes do procedimento! 😬Quando passei pela primeira consulta com a Dra. Maria Paula eu disse a ela que gostaria que meus seios ficassem o mais natural possível, e ela realmente fez o que eu pedi: pelo menos ao meu ver eles não aparentam estar com silicone, como alguns dos casos onde a gente nota logo de cara aquele aspecto artificialmente arredondado, sabe?!

Bom, acredito que eu tenha dito absolutamente tudo a respeito da minha experiência! Confesso que eu pensei que seria mais complicado, mas foi totalmente ao contrário.

Ainda rola alguma dúvida que não contei aqui no post? Então deixa aqui nos comentários para que eu possa responder!

Paulistana do signo de libra (em 02/10), que é casada e mãe coruja, e que ♥ adora chocolate, nerdiar na internet, ouvir música e viajar! Clica aqui para saber mais!