Beleza

Depilação a laser, vale a pena?

Não sei se vocês se perguntam a mesma coisa… Por eu andar me perguntando é que resolvi aderir à depilação a laser, e quero compartilhar tudo com vocês!

No último sábado (11/1) realizei minha décima e última sessão (realizei o procedimento nas axilas e virilha completa), enquanto dia 26 de Janeiro completo um ano em que realizei a primeira sessão!

Resolvi aderir por conta da foliculite, que acontece quando os folículos inflamam e a pele fica com aquelas “bolinhas”. Quem sofre com isso costuma coçar, cutucar e espremer a área atingida (como se fosse uma espinha) o que acaba irritando e machucando a região, podendo contaminar a área e causar até mesmo infecções. A sugestão também veio do meu dermatologista.

Quando o assunto é novidade, vale a pena saber a respeito do que é verdade e do que é mito, né?! Então, segue uma lista de algumas verdades e mitos quando o assunto é depilação a laser:

1 – Não dá para fazer depilação a laser no verão. MITO!

Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, a depilação a laser pode ser feita durante todo o ano. O único cuidado necessário é evitar a exposição solar cerca de 15 dias antes das sessões, além de sempre utilizar filtro solar na área em tratamento. Seguindo essas recomendações, não tem problema nenhum em fazer a depilação a laser no verão.

2 – Depilação a laser causa câncer de pele. MITO!

Este mito normalmente é propagado por pessoas que não sabem como o tratamento realmente funciona. Na depilação a laser apenas os pelos são afetados e a pele não é danificada de forma alguma. Porém, assim como ocorre em outros procedimentos de beleza, quem tem um histórico de câncer de pele deve consultar um médico para verificar a possibilidade ou não de realizar a depilação a laser.

3 – Com o tempo o pelo sempre volta a crescer. MITO!

Todos os pelos atingidos pelo laser não voltarão a crescer. No entanto, no rosto existem milhões de folículos pilosos que podem ser ativados ao longo dos anos. Além disso, a estimulação hormonal também pode provocar o crescimento desses pelos. Porém, eles nascerão em uma quantidade muito menor e uma espessura bem mais fina. Em peles claras com pelos escuros o laser ainda consegue diferenciar bem a pele do pelo e por isso, as chances de que sobrem alguns são muito pequenas e ainda assim, se sobrarem, serão finos e esparsos.

4 – A depilação a laser dói mais que a depilação a cera. MITO!

Se o seu medo em fazer a depilação a laser é a dor, pode ficar tranquila(o). Na verdade, nas pernas e nas axilas o procedimento é praticamente indolor, você sentirá apenas um formigamento. No máximo, é possível ter um pequeno desconforto na região interna da virilha, por conta da sensibilidade da região. Ainda assim, alguns equipamentos possuem um sistema de resfriamento que ao mesmo tempo protege e acalma a pele após a eliminação do pelo, ajudando a evitar, até mesmo, os pequenos incômodos.

5 – Três ou quatro sessões são suficientes. MITO!

Não tem como saber exatamente quantas sessões serão necessárias, mesmo porque isso varia muito de acordo com diversas características incluindo idade, sexo, estado hormonal, área, tom de pele e espessura e cor do pelo. No geral, em cada sessão são eliminados até 20% dos pelos, mas é preciso realizar uma avaliação antes de determinar o número de sessões.

6 – Quanto mais escuros forem os pelos, melhores serão os resultados. VERDADE!

A luz do laser age na melanina (pigmento que também está presente no pelo), retardando o crescimento do fio, ao mesmo tempo em que impossibilita a capacidade de produzir novos fios. Quanto mais melanina o pelo tem, mais escuro ele é. Como consequência, os fios mais escuros acabam sendo mais fáceis de serem detectados pelo laser. É por essa razão que a técnica é menos eficiente em pelos loiros e, em brancos, é impossível.

7 – A depilação a laser não é recomendada para gestantes. VERDADE!

Durante a gestação as mulheres podem ter manchas que são conhecidas como cloasma gravídico e que desaparecem alguns meses após o parto. O problema é que a depilação a laser pode piorar as manchas. Portanto, mesmo que não faça mal ao bebê, a depilação a laser não é recomendada durante a gestação.

8 – Não se pode fazer depilação a laser em áreas tatuadas. VERDADE!

Se você ainda não fez uma tatuagem, o ideal é investir primeiro na depilação a laser e somente depois do procedimento, tatuar a pele. Isso porque a depilação com o laser não pode ser feita em áreas tatuadas, pois podem danificar a tatuagem. Pessoas que já possuem tatuagem, podem fazer o procedimento em volta da região, mas nunca em cima do local da tatuagem.

9 –  A pele não pode estar bronzeada para receber depilação a laser. VERDADE!

Esse fato é uma verdade, pois peles bronzeadas não podem passar pela depilação a laser, por questões de segurança. Como o laser atinge a melanina do pelo e as peles bronzeadas são ricas em melaninas, este tipo de depilação poderia causar queimaduras nestes casos. Sendo assim, caso você tenha aproveitado para pegar um bronze, é necessário esperar um tempo antes de agendar a sua sessão de depilação.

10 – Não pode fazer depilação com cera entre as depilações com laser. VERDADE!

Apesar de ser necessário raspar os pelos antes das sessões, eles não devem ser arrancados, como ocorre nas depilações com cera. Isso porque o laser precisa atingir o pelo para enfraquecê-lo para que ele se desprenda e não volte mais a crescer. Também há o fato de que a depilação a cera deixa a pele mais sensível e, por consequência, mas suscetível a lesões.

Fonte: Não + Pelo

Como ainda completarei um ano de procedimento, irei analisar durante os próximos 12 meses como minha pele e meus pelos irão ficar para que eu possa voltar aqui no blog e falar com mais riqueza de detalhes. Porém, já posso adiantar algumas das minhas impressões com relação as verdades e mitos citados acima (frisando que os itens sairão da ordem, já que não conseguirei falar sobre todos eles):

1 – Dá sim para fazer depilação a laser no verão, tomando todas as precauções informadas. Tanto que o início do meu procedimento foi justamente no verão! 👍🏼

3 – Dizem os especialistas que os pelos não voltam a crescer depois da depilação a laser. Voltemos aqui dentro de um ano para que eu confirme a vocês! 👍🏼

4 – Da mesma maneira que a depilação com cera dói, a depilação a laser tem seus incômodos, PORÉM, são suportáveis como os incômodos da depilação com cera. Resumindo, cada pessoa vai reagir de uma maneira! 👍🏼

5 – Não tenho como afirmar quantas sessões são necessárias para a eficácia do procedimento. Sei que completei 10 sessões, e que até agora os pelos aparecem super pouco e em pouquíssimas regiões! 👍🏼

10 – Realmente sempre me foi orientado a depilar a região com lâmina antes dos procedimentos, e não com cera. E assim eu sempre o fiz! 👍🏼

Um item que não aparece dentre as verdades e mitos é a questão da foliculite, que com o laser melhora muito seu aspecto porque cauteriza o folículo piloso, onde nasce a raiz do pelo, evitando que ele se inflame. Realmente eu não tive mais problema algum com isso depois da depilação a laser!

Agora quero saber quem de vocês já aderiu a essa moda! E… Aguardem cenas do próximo capítulo 😆

Créditos da imagem destacada: Pixabay.

Paulistana do signo de libra (em 02/10), que é casada e mãe coruja, e que ♥ adora chocolate, nerdiar na internet, ouvir música e viajar! Clica aqui para saber mais!